TÍMIDO


Escreveu uma carta, mas não mandou.
Ensaio em frente ao espelho uma linda declaração de amor.
Compôs um poema, mas não recitou.
Olhou dentro dos olhos, mas não falou de amor.
Seu coração entregou, ser ter nada em troca.
Fez uma pergunta ao tempo,
mas o destino não trouxe a resposta.
No violão compôs uma nota,
esperando o destino aceitar sua adorável proposta.
Amou em silêncio,
o destino deu o silêncio como resposta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário