SEMENTES DO AMOR


A terra secou
A chuva regou
O semeador semeou
 As sementes germinou

A flor desabrochou
O beija-flor decifrou
O sol brilhou
A brisa suave soprou

As pétalas voou
A inspiração brotou
O poema rimou 

Um comentário: